٣‏/٦‏/٢٠٠٥

sabe quando voce perde o fio que separa o ponderado e o bestial??? quando da sua boca só sai bobagens por mais que você tente ficar quieta? e , na verdade, você deveria ficar quieta, pois qualquer coisa que falar vai soar como bobagem mesmo????? pois bem, essa sou eu.

٢‏/٦‏/٢٠٠٥

Jeito fácil de mudar a vida

ontem assisti Melinda e Melinda com a Dê e o João. Bem, Woody Allen, voce sabe como eh...aquela coisa novaiorquina, neurótica, mas muito bacana mesmo... O filme ok, mas há duas cenas que, na boa, sempre que eu vir em filmes, vai me remeter ao mesmo tema: Em ambas as histórias, Melinda, numa emboscada, ou quando acuada diante duma situação mais dramática da vida, tenta se jogar pela janela. È claro, que hoje já levo mais na boa, não choro na hora nem fico deprinida o resto da minha semana, mas ainda é difícil digerir o processo. Hoje, no trabalho, a Selma me disse que isso mostra como a vida alé de frágil, isso é cotidiano do ser humano... Numa situação dessas, agir assim é "comum". Bem, eu não ficarei aqui citando minha posição religiosa perante isso, tampouco o que acho que causa isso às pessoas, mas isso realmente muda a vida. Não da pessoa, mas todo o entorno. Hoje vejo que por conta disso tudo, diversas pessoa mudaram seus caminhos, suas trilhas. Eu prefiro não pensar muito. Realmente prefiro não pensar nisso...

١‏/٦‏/٢٠٠٥

Agora, não tem tanta graça assim...

Me lembro das noites embriagantes, quentes, suadas, regadas à champagne com morangos , ao som de Sonia... Me esfregando em corpos suados de amigos, sorrisos mil, numa festa que nunca termina...
Sônia
Não fica me excitando que eu tô de sunga
Sônia
Não arma a tenda agora nós já vamos embora
E vamos combinar a nossa festinha
Essa noite você é minha
Sônia, meu bem, tá todo mundo olhando
Sônia, sempre que eu te vejo eu não durmo
Sônia, e é por você que eu me masturbo
Pensando em você me vem a sensação
Sem perceber eu tô com o "tal" na mão
Sônia, eu te adoro
Sônia, chega mais aqui e fica bem juntinho
Sônia, vamos nessa festa fazer um trenzinho
Você na frente e eu atrás
E atrás de mim um outro rapaz
Sônia, que loucura!
Sônia, eu já deixei de ser aquele bom rapaz
Sônia, você não imagina do que eu sou capaz
Dizem que eu sou um cara legal
Eu transo cunnilingus e sexo anal
Sônia, vou cair de boca
Eu sempre estive à fim e você sabe disso
Eu só quero te comer, não quero compromisso
Sônia, meu amor, eu te amo

٣١‏/٥‏/٢٠٠٥

Gosto de você, assim: tímido, atrapalhado com as idéias, por vezes até egoista. Não que você seja egoísta por natureza, aprendeu a ser. Mas quando solicitado, se mostra dotado de muita boa vontade. E, por mais que tenha lido coisas que desabonassem o que sinto, que mostrem que você não é o certo para mim, nada interessa quando lembro de ti. nada mais importa. um minuto que seja ao teu lado vira uma eternidade de esperanças, de sonhos, de infinitos desejos. duma vida calma, pacífica, tranquila, ao lado dos nossos. uma vida construída de afeto, de jantares longos em messas de shopping. de coisas que não pude te mostrar porque nem eu conhecia. ah, há tantopra eu te mostrar. tantas belezas que se formam na vida cotidiana, que você nem imaginava.afinal, a vida é feita disso. e é para isso que estou aqui

٣٠‏/٥‏/٢٠٠٥

walking in my shoes

I'll tell you about the things you put me through
The pain I've been subjected to
The Lord himself would blush
Countless feasts laid at my feet
Forbidden fruits for me to eat
But I think your pulse would start to rush
Now I'm not looking for the absolution
forgiveness for the things I do
But before you come to any conclusions
Try walking in my shoes
You'll stumble in my footsteps
Keep the same appointments I've kept
If you try walking in my shoes
Morality would frown upon
Indecency looked down upon
The scapegoat fate's made of me
But I tell you now, my judge and jurors
My intentions couldn't have been purer
My case is easy is to see
I'm not looking for a clearer conscience
Peace of mind after what I've been through
And before we talk of any repentance
Try walking in my shoes

I can feel depression..all around

Eu naum desejo depressão nem pro meu pior inimigo...
você cria inimigos ao seu redor que parecem te engolir
e, por mais que tentem te tirar desse buraco, você sabe, no fundo
que você só pode sair sozinho,
limpo, claro, puro,
e, mesmo sabendo disso tudo, da importância de resgatar sua vida, ]
seu presente, suas perspectivas
você cava mais e mais fundo... descendo cada vez mais,
e eh capaz de coisas que até Deus duvidaria
se não soubesse da tua condição
e o choro eh constante, como garoa,
a tristeza aperta teu copro todo e faz sentir tremores
o corpo pede respostas que os nervos não mais buscam
e você eh capaz das mais ridículas situações
voce mesmo não acredita em si próprio, perde todo e qualquer amor que tem dentro de si
cria ilusões romântivas de que nada servem
imagina um futuro perfeito que, certamente eh errôneo
gera expectativas de amores e salvadores incertos
sonha com uma síndrome de herói, onde só por viver
e lutar pela sua sobrevivência
se acha um grande herói de muitos feitos
que mercer ser louvado e consagrado como grande
e, incapaz de acreditar em si próprio, joga a responasbilidade da tua vida pra outrem
que tem sua vida, seus caminhos, suas síndromes
e, voce, ingênuo, acredita que é a coisa mais importnte na vida de cada um
se nem mesmo na sua agenda você sequer conta
nem do teu coração você eh mais dono
e, enquanto isso não mudar,
enquanto isso não se desfizer de vez,
você continuará cavando, e cavando
soh que para mais baixo