١‏/٩‏/٢٠٠٦

mihas vontades

Eu digo coisas tolas... Tá certo, todos dizem coisas tolas às vezes. Uns fazrm isso por distração, outros, por timidez. eu faço por medo... medo de não te agradar. Ensaio horas o que vou te escrever num mail. Rascunhop, rabisco e mesmo tendo certeza que escrrevi tudo certinho, no simples toque do enviar, já me arrependo...

Eu tenho vontade de te ligar... sempre. De ouvir tua voz, de saber como vc está. de te contar minha vida, minhas coisas, meus amores. De ouvir suas histórias. De ficar horas deitada ao teu lado, acariciando teu cabelo e deixar vagar...

Eu faço bobagens. Às vezes me repito. As vezes, me repito mil vezes. As mil vezes me repito, e certas coisas não me canso de repetir. Porque te faz bem, por que me faz bem.

Eu cometo loucuras. Tenho vontade de fotografar teu mundo de sonho e tua alma de artista num mundo de cinema. Tirar teu nó da gravata enquanto um beijo tão quente que nunca mais faça-o aprender a atar um nó.

As vezes falo demais. Tenho vontade de te falar dum amor que tenho. Um amor bonito, puro e irreal, daqueles que se não dão certo, a gente apaga do coração mas na memória fica uma sensação boa. De dizer que sou toda e plena sua. E pedir que seja só meu.

Muitas vezes, tenho ciúme. E sinto arder minhas têmporas quando vejo recados na tua caixa. E sinto o corração bater agredido quando cita teus amores. como se não houvessem outros de você por aí. como se não houvesse outras vanias.

Por vezes tenho sonhos. Sonho com amores incessantes, noites mal dormidas em sonhos possíveis. E as vezes, fico nervosa, irritada... Penso no quanto seria bom não ter te encontrado , mas quero te encontrar de novo, de novo e de novo... só mais uma vez